Acesso à informação
Hoje, Terça-Feira, 28/01/2020 - 07:33h   
Página Principal   Acesso a Suframa   Acesso a Modelo ZFM   Acesso a Serviços   Acesso a Notícias
» SUFRAMA - Notícias

 


14/07/2015

Gestão compartilhada do CBA é apresentada em Manaus

Márcio Gallo


Criado há pouco mais de uma década para oferecer uma matriz econômica alternativa, voltada à exploração da biotecnologia regional, o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) foi pauta de discussões após o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) anunciar, em meados de junho deste ano, uma gestão compartilhada do local. Para tanto, o próprio MDIC, em conjunto com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), será responsável pelas atividades do CBA e, para esclarecer os pontos desta nova forma de gestão, representantes de cada órgão participaram, na última semana, de uma série de reuniões em Manaus.

Ao longo de três dias, o secretário de Inovação do MDIC, Marcos Vinícius Souza, acompanhado pelo diretor de Inovação e Tecnologia do Inmetro, Carlos Aragão, e pelo superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Emmanuel de Aguiar, participaram de encontros com membros da academia, sociedade científica, indústria e classe política, bem como com coordenadores e bolsistas do CBA. Em cada ocasião, apresentaram as propostas que estão em andamento para que o Centro gere os resultados esperados pela sociedade. Além disso, destacaram o que se pretende com esse tipo de gestão compartilhada.

“Nós estamos aproveitando a expertise de cada um desses órgãos, com o objetivo de contribuir para a transformação do CBA. O Inmetro, além de ser uma instituição que detém vários prêmios de gestão, tem o desenvolvimento tecnológico e a inovação como linhas mestras da sua condução. De outro lado, não podemos abrir mão de toda a experiência regional que a SUFRAMA possui”, disse Marcos Vinícius Souza, do MDIC, durante apresentação feita a parlamentares na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

No mesmo evento, Marcos Vinícius Souza indicou o plano traçado para o Centro ao longo dos próximos dois anos. Segundo Souza, o que se pretende é “ofertar serviços e pesquisas para as empresas locais que tenham demandas na área de biotecnologia, divulgar nacionalmente que o CBA tem estrutura para prestar esse tipo de serviço e, paralelamente a essas duas fases, trabalhar para conectar o CBA às grandes redes globais de biotecnologia e inovação”.

“Operação CBA”
Já durante a reunião com representantes da indústria, Carlos Aragão, do Inmetro, explicou sobre a atuação do instituto em pesquisas sobre tecnologia, um dos quesitos apontados que credencia o Inmetro a atuar diretamente na gestão do Centro de Biotecnologia da Amazônia. Aragão, que intitulou esse projeto como ‘Operação CBA’, afirmou que “para o Inmetro, é uma imensa oportunidade de interagir com o Centro que é um catalisador da biotecnologia, que explora a biodiversidade regional”.

Todos que participaram das reuniões com MDIC, SUFRAMA e Inmetro apresentaram suas considerações acerca do CBA e demonstraram confiança na gestão compartilhada, destacando a necessidade de se garantir boas práticas ao Centro, tendo em vista seu tempo de existência, sua importância e os resultados que se espera dele.




Veja todas as notícias


CGCOM
cgcom@suframa.gov.br
92 3321-7038
92 3321-7006
92 3321-7042
92 3321-7006
92 3321-7243

Imagem Aérea da Sede da Suframa
Av. Ministro Mário Andreazza, 1.424 - Distrito Industrial
CEP. 69075-830 - Manaus - Amazonas
TEL: 55 92 3321-7000
ANEXO I (92) 3321-7000
Copyright © 1996-2014