Acesso à informação
Hoje, Sexta-Feira, 24/03/2017 - 23:51h   
Página Principal   Acesso a Suframa   Acesso a Modelo ZFM   Acesso a Serviços   Acesso a Notícias
» MODELO ZONA FRANCA - Desenvolvimento regional sustentável
Altere o tamanho da
fonte do seu texto.



Manaus

Responsável pelas políticas de fortalecimento do Polo Industrial de Manaus (PIM) e estímulo ao desenvolvimento de sua área de atuação, a SUFRAMA identifica potencialidades regionais e cria condições para transformá-las em oportunidades de negócios.

Com recursos da Taxa de Serviço Administrativo (TSA), arrecadada junto às empresas beneficiadas com os incentivos fiscais do modelo ZFM, a SUFRAMA faz parcerias com governos estaduais e municipais, instituições de ensino e pesquisa, entidades de classe e cooperativas para viabilizar projetos de apoio à infraestrutura econômica, produção, turismo, pesquisa e desenvolvimento, formação de capital intelectual e ainda capacitação, treinamento e qualificação profissional.

Dessa forma, o modelo ZFM é um exemplo bem-sucedido de desenvolvimento da Amazônia Ocidental e Amapá em bases sustentáveis. Somente o Estado do Amazonas mantém intactos 98% da sua cobertura vegetal, uma marca inigualável que prova que é possível harmonizar alto grau de avanço tecnológico e respeito ao meio ambiente.

 

Feira Internacional da Amazônia (FIAM)

Realizada a cada dois anos pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, por intermédio da SUFRAMA, a FIAM integra o calendário oficial de exposições e feiras do governo federal. Tem como objetivo promover o potencial econômico da região, incluindo produtos industrializados e regionais que utilizam matéria-prima da biodiversidade amazônica, bem como os atrativos turísticos e o estímulo ao intercâmbio científico e tecnológico, visando o desenvolvimento sustentável.

 

Investimento em Ciência, Tecnologia e Inovação

A formação de capital intelectual e o estímulo à Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na Zona Franca de Manaus também se destacam como ações prioritárias da SUFRAMA, viabilizadas por meio de convênios e acordos de cooperação técnica. Entre os mais expressivos está o que resultou na implantação do escritório do instituto alemão Fraunhofer IZM, o maior em pesquisa de alta tecnologia da Europa.

Na unidade implantada em Manaus – a terceira fora da Alemanha (as outras estão na Ásia e América do Norte) – são realizadas atividades de captação de projetos de P&D nas áreas de sistemas microeletromecânicos, nanoeletromecânicos e biomicro-optoeletromecânicos, para fabricação de sensores e encapsulamento, equipamento de medição ambiental e microtecnologias ambientais compatíveis.

Em outra ação pioneira, a SUFRAMA passou a ser a primeira na América Latina a fazer parte da organização alemã IVAM, a maior associação de companhias e instituições de micro e nanotecnologia e que reúne seleto grupo de 228 membros em todo o mundo. Para o Polo Industrial de Manaus, a adesão significa poder atrair empresas de um segmento que movimenta bilhões de dólares.

Implantada no Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), a Design House Manaus, um dos cinco laboratórios para desenvolvimento de circuitos integrados dentro do Programa CI-Brasil, do Ministério da Ciência e Tecnologia, entrou em operação em 2007. A equipe inicial da Design House foi treinada por meio de acordo de cooperação técnica entre a SUFRAMA, através do Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Polo Industrial de Manaus (CT-PIM), e o Inter-University Microelectronics Center (IMEC), da Bélgica.

A autarquia renovou ainda, em 2007, acordo para formação de recursos humanos na área de micro e nanotecnologia e desenvolvimento de MEMS, com o Le Pôle Minatec – Laboratoire d’Electronique de Technologie de l’Information (Leti-Minatec), da França. O novo acordo prevê a implantação de uma unidade do laboratório francês em Manaus.

Com investimento de R$ 1,5 milhão da SUFRAMA e de R$ 750 mil da Samsung, também foi inaugurado, em 2007, o Centro de Tecnologia de Eletrônica e da Informação (Ceteli), a fim de fomentar a produção de softwares para o programa brasileiro de TV digital. O convênio para implantação do Centro foi firmado com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Outros R$ 89 milhões em investimentos da autarquia permitiram a criação de dezenas de doutorados, mestrados e cursos de graduação em instituições de ensino e pesquisa da região.

 

Zona Franca de Manaus, opção viável de investimento na Amazônia

A Zona Franca de Manaus (ZFM) é um modelo de desenvolvimento regional que foi implantado pelo governo brasileiro, em 1967, com a finalidade de criar uma base econômica na Amazônia Ocidental e promover a integração socioeconômica da região ao restante do País, como forma de diminuir as disparidades regionais e de garantir a soberania nacional sobre as suas fronteiras territoriais.

Sua área de abrangência corresponde aos Estados do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima e as cidades de Macapá e Santana, no Amapá.

Além de sua importância econômica, social e ambiental para a região, a Zona Franca representa uma considerável fonte de recursos para o governo brasileiro, tendo sido responsável, no ano de 2008, por mais de 58,60% de toda a arrecadação da 2ª Região Fiscal, formada por todos os estados do Norte, menos Tocantins.

A base de sustentação desse modelo é o Polo Industrial de Manaus (PIM), que atualmente conta com mais de 600 empresas instaladas, que faturaram mais de US$ 30,1 bilhões, em 2008, e geram mais de 100 mil empregos diretos e mais de 400 mil indiretos. O PIM auxilia o Amazonas a alcançar a terceira posição no ranking de estados brasileiros que mais arrecadam com o setor industrial.

O PIM reúne indústrias nacionais e multinacionais com alto grau de competitividade, capazes de atender ao mercado nacional e ajudar o Brasil a ampliar a sua inserção no mercado internacional.

As empresas instaladas no Polo fazem parte, principalmente, dos segmentos de eletroeletrônicos, bens de informática, duas rodas, termoplástico, químico, metalúrgico, mecânico, descartáveis (isqueiros, canetas, barbeadores), entre outros.


CGDER
cgder@suframa.gov.br
92 3321-7121

Cidade de Manaus
:: Encontro Nacional de Prefeitos
Av. Ministro Mário Andreazza, 1.424 - Distrito Industrial
CEP. 69075-830 - Manaus - Amazonas
TEL: 55 92 3321-7000
ANEXO I (92) 3321-7000
Copyright © 1996-2014