Facebook da Suframa    Twitter da Suframa    Suframa no YouTube      
   
Abrangência
Amazônia Ocidental

Áreas de Livre Comércio


Polo Industrial de Manaus
Indicadores Macroeconômicos

Contrapartidas exigidas

Processos Produtivos Básicos

Selo do PIM


Distrito Agropecuário

Projetos Estratégicos
CT-PIM

CBA


Amazônia Ocidental

Composta pelos Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, a Amazônia Ocidental detém 42,97% da extensão territorial da Amazônia Legal e comporta aproximadamente 57% das florestas da região, o que a torna a parte mais preservada da Amazônia, além de ser um estoque de biodiversidade sem igual no planeta.

Muitas espécies dessa região já são conhecidas no mundo, como a borracha natural, a castanha, o guaraná, o açaí e o cupuaçu. Outras espécies, destinadas principalmente ao uso alimentício e medicinal e para produção de combustíveis, estão em fase de desenvolvimento. Os recursos minerais também são abundantes na região e estão representados por grandes reservas de óleo e gás de petróleo; cassiterita; calcário; silvinita; caulim; argila; nióbio; tântalo; e agregados para construção civil (brita, areia e granito, entre outros).

Na Amazônia Ocidental, o investidor tem à disposição um leque de oportunidades que vão desde os agronegócios e o beneficiamento de matérias-primas regionais à biotecnologia e o Polo Industrial de Manaus. Há uma gama de produtos com viabilidade econômica comprovada por estudos científicos à espera de investimentos nos Estados e nas Áreas de Livre Comércio (ALCs).

 

Amazonas
O maior Estado do país em área física tem sua política econômica embasada na sustentabilidade, e por isso é responsável por preservar 98% da Floresta Amazônica, o que é possível graças à contribuição histórica do Polo Industrial de Manaus (PIM). No interior do Estado, a abertura de novas oportunidades de emprego e renda, com investimentos em áreas como a piscicultura, agroindústria e produção rural são cada vez mais frequentes. Entre as potencialidades da região estão o açaí, o amido de mandioca, o cupuaçu, o dendê, o guaraná, a exploração de plantas medicinais e de uso cosmético, além de produtos madeireiros.

Site Oficial: www.amazonas.am.gov.br

 

Acre
Com uma população de 632,1 mil habitantes, o Estado do Acre tem sua economia baseada principalmente no extrativismo. Entre as diversas potencialidades econômicas, destacam-se as produções de açaí, cupuaçu, dendê, guaraná, piscicultura e de produtos madeireiros, frutos da extração vegetal por meio de manejo florestal. O Acre é também um dos principais produtores de borracha do país, responsável por pouco mais de um quarto da produção nacional. A coleta de Castanha-do-Brasil é também uma atividade importante na economia local.

Site Oficial: www.ac.gov.br

 

Rondônia
Rondônia é o terceiro Estado mais rico da região Norte, responsável por 12,4% do Produto Interno Bruto (PIB) da Região. A agricultura, a pecuária, a indústria alimentícia e o extrativismo vegetal e mineral são as bases da economia rondoniense. Entre as potencialidades da região estão o amido de mandioca, o cupuaçu, o dendê, o guaraná e a piscicultura, além de produtos oriundos da extração de madeira.

O desenvolvimento das atividades agrícolas em Rondônia transformou a área em uma das principais fronteiras agrícolas do país e uma das regiões mais prósperas e produtivas do Norte brasileiro. Esse fator colocou o Estado na quinta colocação entre os maiores produtores de café do país. Outro setor que ganha destaque na economia rondoniense é a pecuária, tanto para área de corte quanto para finalidade leiteira.

Site Oficial: www.rondonia.ro.gov.br

 

Roraima
Roraima se encontra no extremo Norte e desponta como a mais nova fronteira de desenvolvimento da Região. Com duas estações climáticas bem definidas (chuvas entre abril e setembro e estiagem de outubro a março), revela sua vocação no setor agrícola e no ecoturismo. Hoje, Roraima é o segundo PIB per capita da Região Norte. Entre os potenciais econômicos da região estão o açaí, o cacau, o cupuaçu, o dendê, o guaraná, o palmito de pupunheira, a piscicultura e a exploração e comercialização de produtos madeireiros.

O estado de Roraima ainda é um corredor de grande importância para a integração comercial com o Caribe, através das fronteiras com a Venezuela e Guiana e também da ligação com o estado do Amazonas.

Site Oficial: www.rr.gov.br


ZONA FRANCA DE MANAUS
Abrangencia
  Amazonia Ocidental
  Areas de LIvre Comercio
Polo Industrial de Manaus
  Indicadores Macroeconomicos
  Contrapartidas exigidas
  Processos Produtivos Basicos
  Selo do PIM

PORQUE INVESTIR
Incentivos fiscais
Diferencial ambiental
Seguranca para investidores
Produtividade da mao-de-obra
Localizacao privilegiada
Infraestrutura de portos e aeroportos
Produtividade da mao-de-obra
ONDE INVESTIR
PIM
Produtos Eletronicos e bens de informatica
Veiculos de duas rodas
Industria quimica
Plo relojoeiro
Polo naval
Industria de componentes

Potencialidades Regionais
Amazonas
Acre
Rondonia
Roraima
Amapa
COMO INVESTIR
Projeto tecnico-economico
Contato setoriais
Guias para o investidor
F A Q
Sobre a Suframa      Contato






Siga a Suframa nas redes sociais:
Av. Ministro Mario Andreazza, 1.424 - Distrito Industrial - CEP 69075-830 - Manaus - Amazonas - Tel: 55 92 3321-7000 - ANEXO I (92) 3321-7000
Copyright © 2013